Crescimento do mercado publicitário reforça o potencial da comunicação on e off-line

Crescimento do mercado publicitário reforça o potencial da comunicação on e off-line

O mercado publicitário tem crescido a cada ano e mostrado grande potencial em comunicação on e off-line, indo na contramão da crise que afeta outras áreas no Brasil. E quem nos apresenta esse cenário é o infográfico da Kantar IBOPE Media, que realizou um balanço do investimento publicitário no primeiro semestre de 2016. No total, a compra de espaço publicitário representou o equivalente a R$ 61 bilhões, um aumento de 1,5% em relação ao mesmo período em 2015.

De acordo com o levantamento “Monitor Evolution”, a televisão – aberta, paga e merchandising – ainda é a maior mídia publicitária da atualidade, representando um investimento de 73% do bolo publicitário. Por outro lado, é possível notar que esse tipo de negócio tem estado cada vez mais presente no digital, já que os formatos display ficam atrás apenas do jornal, representando 4,2% do total de investimentos em publicidade no primeiro semestre, com um valor de mais de R$ 2 milhões. A própria rádio perdeu seu espaço para a internet (3,8%) e até mesmo as revistas (3,4%).

E o que isso significa? Que, hoje, já não é mais possível considerar apenas um meio de publicidade, ou seja, a comunicação integrada passa a ser uma necessidade, mas deve sempre estar alinhada às estratégias da empresa, garantindo que a mensagem seja entregue com eficiência ao público-alvo.

Mas, entre as diversas possibilidades de anúncios, é inquestionável que o digital seja uma opção barata e eficiente de anunciar, uma vez que permite o direcionamento da mensagem para perfis específicos de usuários e, também, permite que, com o auxílio de diversas ferramentas, seja possível a mensuração dos resultados.

Os infográficos da Kantar IBOPE Media, empresa líder em medição de audiência de mídia e investimento publicitário na América Latina, comprovam o crescente espaço para a publicidade em relação às marcas, independentemente da área de atuação. O balanço de compra deste ano mostra, inclusive, os 10 setores que mais anunciaram até a metade de 2016 e, no TOP 3, estão o comércio/varejo, serviços ao consumidor e higiene pessoal/beleza. Quanto ao monitoramento por meio, foi disponibilizado o total das verbas destinadas à publicidade em TV aberta, por assinatura, rádio, cinema, revista, jornal, out-of-home e, no caso da internet, formatos display (99 veículos online, entre sites e portais de conteúdo), além do search (três buscadores).

Sabemos que a TV ainda tem grande representatividade como canal publicitário, com picos altíssimos em gastos de anunciantes, mas, cada vez mais, a internet mostra que é capaz de integrar a estratégia publicitária das marcas e, até mesmo, de superar o investimento dos outros meios de comunicação.

Quer uma informação mais clara que prove isso? Uma pesquisa recente, desta vez realizada pela ZenithOptimedia, já revelou que os gastos globais com publicidade na internet devem superar a televisão em 2017, podendo representar, entre dispositivos móveis e desktops, uma publicidade de US$ 209 bilhões. Se esse cenário irá se concretizar ou não, só o tempo irá nos mostrar, mas é inegável que a internet será, cada vez mais, um mercado gigantesco e que irá surpreender nos próximos anos!

Viu a importância da internet também quando falamos em publicidade? Não deixe a sua marca de fora! Fale com a Max2, nós podemos te ajudar com a presença digital da sua empresa!

Veja o infográfico com dados completos abaixo: